Atendimento 24 Horas 31 3511-6033 ou 3532-4684   

Notícias

Retenção de ovos em pássaros

A retenção de ovos em pássaros são mais comuns e severas nas espécies de pássaros menores como calopsitas,periquitos e canários.

A postura normal das aves é uma condição metabolicamente dependente, demandando também das condições nutricionais sob as quais a ave está submetida.

Deficiências proteicas, minerais, especialmente cálcio, selênio, vitamina E, além das gorduras são também responsáveis pela retenção de ovos por formação de cascas moles ou seja mal calcificadas. Colabora também para ser um fator complicante desta patologia, a atonia uterina, que é a inatividade do oviduto por deficiências hormonais que impedem a progressão do ovo até o meio exterior. 

Os sintomas de uma ave com retenção do ovo incluem: respiração acelerada (taquipnéia),letargia, perda do apetite (inapetência), contrações abdominais.Às vezes podem ocorrer diarréia e a permanência no fundo da gaiola com as penas eriçadas. 

Pode também ocorrer defecação comprometida pela presença do ovo dentro da cloaca por onde as fezes tentam passar e não conseguem. 

Claudicação uni ou bilateral bem como paralisia podem ocorrer devido à compressão do plexo isquiático que é composto pelas raízes nervosas dos nervos que correm naquela região da pelve. A radiografia pode ser usada como confirmação diagnóstica apesar de que em casos de mal calcificação da casca pode-se fazer uma interpretação errada do  caso pois o aumento de volume pode ter sido produzido por uma massa tumoral ou uma infecção abdominal difusa.

O tratamento inclui fluidoterapia,lubrificação da cloaca, aquecimento em incubadora, administração de vitamina A,D e cálcio, administração de dextrose oral e uso de papas para aves quando a inapetência persistir além de injeções de oxitocina e prostaglandinas que podem ajudar na progressão do ovo através do oviduto. Por esse conjunto de causas e as variadas medidas a serem tomadas sempre aconselhamos o internamento do pássaro pois tentativas caseiras podem levar ao óbito.

Quando as medicações não funcionam manobras não cirúrgicas podem ser tentadas como aspiração do conteúdo do ovo quando ele está dentro da cloaca  e fácil de ser alcançado ou se posicionado mais na região cranial do abdome através de aspiração transabdominal com agulha de maior calibre. Nos casos mais graves de ruptura uterina ou presença de múltiplos ovos a cirurgia de abertura do abdome é fundamental. 

Está com alguma dúvida?

Se você tiver qualquer dúvida ou sugestão, favor entrar em contato conosco!